Brasil
Acesso à Informação

Revista PLOS Current Outbreaks publica artigo sobre epidemiologia do vírus chikungunya na Bahia

16/02/2016

O estudo revela que houve duas ondas de transmissão do vírus, num intervalo de oito meses: em junho de 2014 e em janeiro de 2015

No dia 2/2/2016, o periódico PLOS Current Outbreaks publicou o artigo sobre a epidemiologia do vírus Chikungunya na Bahia em 2014 e 2015. Entre os autores, estão o pesquisador da Fiocruz Bahia, Luiz Carlos Júnior Alcântara; Oliver Pybus, Nuno Rodrigues Faria e José Lourenço, da Universidade de Oxford; e Maricélia Maia de Lima e Erenilde Marques de Cerqueira, da Universidade Estadual de Feira de Santana.

Chikungunya é um arbovírus emergente, caracterizado em quatro linhagens. Um deles, o genótipo asiático, espalhou-se rapidamente nas Américas após a sua introdução na ilha Saint Martin, em outubro de 2013. Inesperadamente, uma nova linhagem, o genótipo Centro-Leste-Sul-Africano, foi introduzida a partir de Angola, no final de maio 2014, em Feira de Santana, onde já foram notificados mais de 5,5 mil casos.

O estudo revelou a existência de duas ondas de transmissão do vírus. A primeira, ocorreu em junho de 2014 e cessou em dezembro do mesmo ano. A segunda onda começou em janeiro de 2015 e atingiu o pico no mês de maio, oito meses após o primeiro pico da onda. Desta vez, a doença manifestou-se juntamente com os vírus da Dengue e Zika.

Sobre PLoS Currents
É um grupo de revistas científicas publicadas pela Public Library of Science. Os artigos submetidos são revisados por "moderadores", que compõem um grupo seleto de pesquisadores para atuar com peer-review. Os artigos são de acesso público e indexados nas plataformas PubMed e Scopus.

Foto: Wikipedia