Brasil
Acesso à Informação

O botânico George Gardner e suas impressões sobre a cultura escrava no Brasil: Rio de Janeiro, 1810-1850

Summary

Abstract This article analyzes the English botanist George Gardner's trip to Brazil during the 1830s. After graduating from the University of Glasgow Gardner was influenced by his teacher and by readings of contemporary naturalists and set off for Brazil in March of 1836, arriving two months later in Rio de Janeiro. The article presents Gardner's impressions of slavery in Brazil, in an attempt to unveil the symbolic universe of a play he witnessed and described, which took place on a farm in Rio de Janeiro on Christmas night. By describing black slavery in its routes across the Atlantic, we compare this event with other similar happenings in Brazil and in Trinidad and Tobago.

Sumário

Resumo Analisa a viagem do britânico George Gardner ao Brasil durante os anos 1830. Após se graduar em história natural pela Universidade de Glasgow, influenciado por seu professor e por leituras de naturalistas de seu tempo, Gardner embarcou para o Brasil em março de 1836, chegando ao Rio de Janeiro dois meses depois. O artigo apresenta suas impressões sobre a escravidão no Brasil, procurando desvendar o universo simbólico de uma representação dramática descrita por ele, ocorrida em uma fazenda do Rio de Janeiro no dia de Natal. Desvelando a escravidão negra em seus circuitos atlânticos, comparamos o evento com outros semelhantes ocorridos no Brasil e em Trinidad e Tobago.

Artigos relacionados