Brasil
Acesso à Informação

A vivência no processo formativo do projeto educanvisa relato de uma experiência de formação permanente

The Experience in Process Formation Project Educanvisa Report of a Permanent Training Experience

Summary

This report aims to present the experience of educators in the training process in Educanvisa Project, developed in the municipality of Lucas do Rio Verde/MT in 2012, with the public educators of the Municipal Network for Teaching units of Early Childhood Education and Education Basic. The report is focused on the continuing education of teachers, in order to enable them to become the mediators and multipliers of the subject in classrooms. In this process of continuing education educators underwent indicative talks with health professionals such as nutritionists, pharmacists, nurses, physician and biochemist representative of health monitoring. After acquired the knowledge educators have become multipliers and mediators in schools, making the transfer to other education professionals who have the responsibility to carry the knowledge in the classroom. The transfers are given to students through lectures to health professionals, educational activities - teaching on topics such as: The Health and Health Promotion; The CDC; Medications/Foods; Propaganda Food and Drug Administration guidelines and school community. In this perspective it was taken in 2012, the involvement of 7,601 students, 407 teachers and 15 educational institutions, plus the school community, and these contributors reflect on the bad practice of using drugs and products subject to sanitary surveillance. In this context we observed learning seamlessly between the different actors involved in the process, which enabled the construction of new values and experiences in the collective, aspects that were only possible due to the formation and multiplication of content and experiences in paid collective practice.

Sumário

Este relato tem como objetivo apresentar a vivência no processo formativo dos educadores no Projeto Educanvisa, desenvolvido no Município de Lucas do Rio Verde/MT no ano de 2012, tendo como público os educadores da rede Municipal de Ensino das unidades de Educação Infantil e da Educação Básica. O relato foi focado na educação permanente de educadores, com a finalidade de capacitá-los para que se tornassem multiplicadores e mediadores do assunto em salas de aula. Neste processo de educação permanente, os educadores foram submetidos a palestras orientativas com profissionais da saúde como: nutricionista, farmacêutico, enfermeiros, médico bioquímico e representante da vigilância sanitária. Após adquirido o conhecimento, os educadores tornaram-se multiplicadores e mediadores nas escolas, fazendo o repasse para outros profissionais da educação, os quais tiveram a responsabilidade de efetivar o conhecimento nas salas de aula. O repasses aos educandos se deu por meio de palestras com profissionais da saúde, atividades didático-pedagógicas sobre temas como: A Saúde e a Promoção da Saúde; A Vigilância Sanitária; Os Medicamentos/Alimentos; A Propaganda de Medicamentos e de Alimentos e orientações a comunidade escolar. Nesta perspectiva teve-se, no ano de 2012, um envolvimento de 7.601 alunos, 407 educadores, 15 instituições de ensino mais a comunidade escolar, sendo estes contribuintes de uma reflexão sobre as práticas indevidas do uso de medicamentos e produtos sujeitos à vigilância sanitária. Neste contexto foi possível observar o aprendizado de forma integrada entres os vários atores sociais envolvidos no processo, o que possibilitou a construção de novos valores e experiências no coletivo, aspectos estes que só foram possíveis devido à formação e à multiplicação de conteúdos e experiências integralizadas na prática coletiva.

Artigos relacionados