Brasil
Acesso à Informação

Qualidade da água tratada: avaliação dos teores de flúor em 10 anos de heterocontrole no município de Lages, Santa Catarina, Brasil

Quality of treated water: evaluation of fluoride levels in 10 years of heterocontrol in a city of the State of Santa Catarina

Summary

The public water supply fluoridation is the addition of fluorine in the water treatment plants, as a way of preventing tooth decay. This study evaluated the situation of fluoridation of public water supply in the city of Lages, of the State of Santa Catarina, systematizing data from 10 years of external control (2004-2013). Monthly, every other day, 67 water samples from 11 points of supply were collected, totaling 737 samples. To determine the fluoride concentration in the water samples, an electrometric method was used. After analysis, the samples were classified according to the criteria of Ordinance nº 635/Bsd of 26/12/1975 (adequate or inadequate) and the criteria proposed by the Ministry of Health Collaborating Centre for Surveillance of Oral Health (CECOL) of the University of São Paulo (benefits and health risks of the population). Of the samples analyzed, 58.6% had adequate levels of fluoride and 51.1% had maximum benefit and low risk, according to each criterion. Of the inadequate samples of fluoride concentration, 34.7% stood at levels above 1.0 mg L-1 and 6.7% at low levels of fluoride in water (<0.7 mg L-1). For CECOL criteria, 45% of the samples were characterized by moderate to very high risk of developing fluorosis (fluoride content between 0.95 and ≥ 1.45 mg. L-1). It is recommended to adopt effective measures to ensure that the population ingests treated water quality, including appropriate levels of fluoride in the water and the maintenance of health surveillance by the Public Health authorities.

Sumário

Fluoretação da água de abastecimento público é a adição de compostos de flúor nas estações de tratamento da água como uma das formas de prevenção da cárie dentária. Este estudo avaliou a situação da fluoretação das águas de abastecimento no município de Lages, Santa Catarina, sistematizando dados de 10 anos de heterocontrole (2004–2013). Mensalmente, em dias alternados, foram coletadas 67 amostras de água de 11 pontos de abastecimento, totalizando 737 amostras. Para a determinação da concentração de flúor nas amostras de água utilizou-se o método eletrométrico. Após análise, as amostras foram classificadas, segundo os critérios da Portaria nº 635/Bsd, de 26/12/1975 (adequadas ou inadequadas), e os critérios propostos pelo Centro Colaborador do Ministério da Saúde em Vigilância da Saúde Bucal (Cecol) da Universidade de São Paulo (benefícios e riscos à saúde da população). Das amostras analisadas, 58,6% apresentaram teores adequados de flúor e 51,1% máximo benefício e baixo risco apresentaram, de acordo com cada critério. Nas amostras inadequadas de concentração de flúor, 34,7% situou-se nos teores acima de 1,0 mg.L-1 e 6,7%, baixos teores de flúor na água (< 0,7 mg.L-1). Pelos critérios do Cecol, 45,0% das amostras caracterizaram-se por risco moderado a muito alto de desenvolvimento de fluorose (teores de flúor entre 0,95 e ≥ 1,45 mg.L-1). Recomenda-se a adoção de medidas efetivas para garantir à população o consumo de água tratada com qualidade, o que inclui teores adequados de flúor na água e manutenção de ações de vigilância sanitária por parte das autoridades de Saúde Pública.

Artigos relacionados