A educação de corpo e alma como elemento para a produção do sujeito saudável

Autor

Rodrigues, Rogério

Summary

Thinking the relationship between the education of the body and producing a healthy subject is being able to think of a physical education the practice of which provides health conditions for the subject. It is understood that the body is as a means of permanent representation so the subject can signify him or herself as a healthy being. The purpose of this reflection is to understand the education of bodily practices as something that allows the subject to re-present his or her view of a healthy body. In this respect, it is assumed that it would be crucial to build critical analytical processes on the various educational bodily practices that are instituted in everyday life, with reference to the conditions that subordinate the individual to social order.

Sumário

Pensar a relação entre a educação do corpo e a produção do sujeito saudável é poder pensar uma educação física cuja prática proporcione condições de saúde para o sujeito. Compreende-se que o corpo se constitui como meio de representação permanente para que o sujeito possa significar a si mesmo um ser saudável. O objetivo desta reflexão é compreender a educação das práticas corporais como algo que permita ao sujeito representar sua concepção de corpo saudável. Neste aspecto, parte-se da hipótese de que seria de fundamental importância a construção de processos analíticos críticos sobre as diversas práticas corporais educativas que se instituem no cotidiano, tendo como referência as condições que subordinam o sujeito à ordem social.

Palavras-chave

  • educação; educação e saúde; educação do corpo; education; education and health; education of the body; educación; educación y salud; educación del cuerpo

Resumen

Pensar la relación entre la educación del cuerpo y la producción del individuo saludable es poder pensar una educación física cuya práctica proporcione condiciones de salud para el individuo. Se entiende que el cuerpo constituye un medio de representación permanente para que el individuo pueda significar para sí mismo un ser saludable. El objetivo de esta reflexión es comprender la educación de las prácticas corporales como algo que le permita al individuo representar su concepción de cuerpo saludable. En este sentido, se parte de la hipótesis de que sería de fundamental importancia la construcción de procesos analíticos críticos sobre las diversas prácticas corporales educativas que se instituyen en lo cotidiano, tomando como referencias las condiciones que subordinan al individuo al orden social.