Brasil
Acesso à Informação

SUS ameaçado

04/10/2016

Nova edição da Reciis alerta para ameaças de cortes e reduções financeiras no Sistema Único de Saúde (SUS) e os impactos relacionados ao caráter público de serviços básicos ao cidadão

Por Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde

 

A nova edição da Revista Eletrônica de Comunicação, Informação e Inovação em Saúde (Reciis) já pode ser acessada. A capa do vol. 10, n.3, jul-set/2016 trata da ameaça de cortes e reduções financeiras pela qual passa o Sistema Único de Saúde (SUS), o que sugere uma intervenção privada que limita e exclui o caráter público de serviços básicos ao cidadão. O retrospecto dessas dificuldades ao longo dos anos é o tema do editorial deste número, assinado por Ana Luiza Braz Pavão.

Já Isabela Soares Santos, faz uma ampla reflexão sobre a situação atual do SUS e suas relações com o setor privado, na seção Notas de conjuntura. Ela mostra que a mistura entre o público e o privado existe em todos os sistemas de saúde do mundo, mas alerta para a predominância de um modelo.

Também como nota de conjuntura, Laurindo Lalo Leal Filho discute o desmonte da TV Brasil e da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e a importância da comunicação pública para as sociedades democráticas. A partir do modelo de comunicação pública desenvolvido na Europa ocidental, ele situa a criação da EBC como marco histórico da comunicação pública no país e apresenta exemplos de sua trajetória recente que expressam sua maior integração com a sociedade.

O artigo de Michele Nacif Antunes e colaboradores traz uma análise das principais imagens do aplicativo Instagram compartilhadas por internautas a respeito da epidemia causada pelo vírus Zika. Ainda sobre este tema, a seção de resenhas traz o texto elaborado por Mônica Mourão Lara Netto sobre o documentário “Zika” (2016), que apresenta uma reflexão sobre os determinantes sociais da epidemia, ao retratá-la sob a ótica de populações vulneráveis. 

O artigo de Michele Nacif Antunes e colaboradores traz uma análise das principais imagens do aplicativo Instagram compartilhadas por internautas a respeito da epidemia causada pelo vírus Zika. Ainda sobre este tema, a seção de resenhas traz o texto elaborado por Mônica Mourão Lara Netto sobre o documentário “Zika”, de 2016, que apresenta uma reflexão sobre os determinantes sociais da epidemia, ao retratá-la sob a ótica de populações vulneráveis. E, sobre os desafios e conquistas do SUS, o artigo de Lívia Teixeira Tavares e colaboradores é um estudo de série temporal sobre as taxas de mortalidade geral e por causas evitáveis, em menores de um ano de idade, na Bahia.

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.