Brasil
Acesso à Informação

Memórias do IOC destaca pesquisas sobre chikungunya, zika e Aedes

10/05/2016

Edição de maio traz estudos sobre genética dos vírus chikungunya em viajantes, danos provocados por Zika na placenta de mulheres infectadas e resistência à larvicida

Por Maíra Menezes (IOC/Fiocruz) | Fotomontagem: Memórias do IOC

 

A edição de maio da revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz traz dez artigos, que podem ser acessados gratuitamente online.

Destaca-se um estudo sobre as características genéticas dos vírus chikungunya em viajantes que chegaram ao Rio de Janeiro entre 2014 e 2015. A análise realizada por pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) apontou a presença da linhagem asiática do vírus, indicando oito pontos de variação no genoma viral em um dos pacientes.

Outro estudo em evidência revela detalhes sobre os danos provocados pelo vírus Zika na placenta de mulheres infectadas em diferentes períodos da gestação.

A publicação traz também um artigo que mostra a ampla disseminação da resistência a um larvicida entre as larvas do Aedes aegypti.

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.