Brasil
Acesso à Informação

Investigação qualitativa é tema do primeiro número da revista Ciência e Saúde Coletiva em 2018

01/02/2018
Autores do editorial afirmam que a perspectiva qualitativa dá voz às pessoas, à sociedade, muitas vezes a grupos minoritários, explicitando como processos são vividos e os significados que lhes são atribuídos
Por Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz)

 

A primeira edição de 2018 da revista Ciência e Saúde Coletiva, publicada pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), já está disponível online e aborda como tema a situação atual da investigação qualitativa.

Os pesquisadores portugueses Catarina Brandão, Jaime Ribeiro e António Pedro Costa, que assinam o editorial, consideram que a comunidade científica reconhece cada vez mais a importância de integrar a perspectiva qualitativa nos processos de investigação, de modo a produzir conhecimento holístico e útil sobre a complexidade da experiência humana. Os autores observam: “A investigação qualitativa tem preocupações sociais e dá destaque aos interesses de atores sociais. Dá voz às pessoas, à sociedade, muitas vezes a grupos minoritários, explicitando como processos são vividos e os significados que lhes são atribuídos. Esta premissa central é, cada vez mais, entendida enquanto uma mais-valia, avançando-se assim para além da hegemonia do paradigma quantitativo na investigação”.

Este número da revista (vol. 23, n. 1, jan/2018) conta com seis artigos apresentados no 5° Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa, sujeitos a reformulação e a avaliação por pares. A seleção procurou a diversidade metodológica, além de dar voz a vários grupos de profissionais e futuros profissionais no campo da saúde coletiva, com a discussão internacional dos objetos de estudo, procurando contribuir para o equilíbrio entre um mundo que é globalizado e a necessidade de privilegiar o que é único e particular. Foram selecionados artigos que apresentam diversas abordagens fenomenológicas e metodológicas e que focam atores sociais do campo da saúde.

Acesse aqui a nova edição da revista Ciência e Saúde Coletiva.