Brasil
Acesso à Informação

Febre amarela: conheça os vetores da doença

28/02/2018

Fiocruz produz uma série de vídeos sobre a febre amarela para esclarecer dúvidas sobre a doença

Uma das diferenças centrais entre as duas formas de aquisição da febre amarela - infecção em área urbana ou através do ciclo silvestre da doença - está nos mosquitos que transmitem o vírus em cada ambiente, como explicam pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) no vídeo. O conteúdo faz parte de uma série de vídeos sobre a febre amarela produzidos pela Fiocruz para esclarecer dúvidas sobre a doença. 

Enquanto nas florestas insetos dos gêneros Haemagogus e Sabethes disseminam o agravo, nas cidades, o Aedes aegypti, vetor da dengue, zika e chikungunya, tem potencial de transmissão. Em testes de laboratório, foi comprovada a capacidade de mosquitos Aedes do Rio de Janeiro, Manaus e Goiânia na transmissão de linhagens do vírus que circulam no Brasil e na África. Os especialistas ressaltam a importância de medidas preventivas para evitar a reurbanização da doença.

“Os mosquitos Haemagogus e Sabethes vivem na copa das árvores. Por isso, o alvo preferencial das suas picadas são os macacos, que compartilham o mesmo habitat”, relata Dinair Couto, pesquisadora do Laboratório de Mosquitos Transmissores de Hematozoários. Assim, no ciclo silvestre da febre amarela, a circulação do vírus é mantida pela interação entre os vetores e os primatas, que são os principais hospedeiros e amplificadores do vírus: é a partir da picada em primatas infectados que mais mosquitos podem contrair o vírus.

Leia a matéria completa no site do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz): Aedes aegypti, Haemagogus e Sabethes: entenda o papel de cada inseto na transmissão da febre amarela

Autoria: 
IOC/Fiocruz
Raquel Aguiar (Serviço de Jornalismo e Comunicação)
Marina Saraiva (Roteiro e edição/Imagens)
Josué Damacena (Imagens)
Genilton Vieira e Luiz Wanderley Pacheco (Imagens cedidas)
Jefferson Mendes (Arte)
Alex Gomes e Thiago Ribeiro (Apoio de produção)
Mariana Nogueira (Estágio curricular)
Agradecimentos: RioZoo; Serviço de Produção e Tratamento de Imagens (IOC/Fiocruz)

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.