Brasil
Acesso à Informação

Fast Track: Memórias publica artigo sobre surto de Chikungunya

13/02/2019

Os autores abordam fatores que representariam aumento do risco de transmissão do vírus CHIKV, durante o surto de 2017 na Bahia

Por Portal de Periódicos Fiocruz, com informações de Memórias do IOC

 

Foi publicado em Fast Track nas Memórias do Instituto Oswaldo Cruz um artigo que aborda um surto de Chikungunya, concentrado em um único bairro de Salvador, na Bahia. O surto envolveu 50 casos suspeitos (em 33 domicílios), sendo que 70% foram confirmados em laboratório - uma taxa de 5,3 casos/100 pessoas. Os pesquisadores visitaram 230 moradias e analisaram 662 residentes.

Intitulado A localized outbreak of Chikungunya virus in Salvador, Bahia, Brasil, o artigo aborda o surto que ocorreu entre abril e junho de 2017. Quem assina são pesquisadores da Fiocruz Bahia, da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador, das Universidades de Yale e de Emory, ambas dos Estados Unidos, e do Instituto de Biologia Subtropical de Misiones, da Argentina.

Os autores alertam para os casos com agrupamento no espaço e no tempo, principalmente ao longo de uma única rua, que representam um aumento do risco de transmissão do vírus CHIKV entre bolsões de populações suscetíveis. 

Segundo eles, esse resultado ressalta a necessidade de vigilância contínua para surtos arbovirais. A Chikungunya foi detectada, pela primeira vez no Brasil, em 2014 e se espalhou rapidamente. Salvador, a quarta maior cidade brasileira, convivia com o virus da dengue de forma endêmica desde 1995 e, dez anos depois, observou uma coinfecção de Zika e Chikungunya. As três (dengue, Zika e Chikungunya) são transmididas pelo Aedes.

Fast Track: mais ciência em menos tempo

O sistema de Fast Track, adotado pelas Memórias desde 2016, permite a divulgação de estudos em um prazo de 24 horas após a submissão. Surgiu durante a emergência internacional de saúde pública ligada ao vírus Zika. O espaço foi destinado para serem divulgados manuscritos de pesquisas relevantes sobre Zika. 

Hoje a revista destina o espaço para artigos relacionados a diversas doenças em contexto de emergência ou grande risco para a população, como Chikungunya, Ebola e Febre Amarela.

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.