Brasil
Acesso à Informação

Fórum de Editores de Revistas de Saúde Coletiva debate processo de internacionalização

13/08/2015

Em nota, coletivo defende valorização da produção científica nacional frente aos interesses dos grandes grupos editoriais internacionais

Por Comunicação da Abrasco | Foto: Eduardo Rodrigues/Agência Kah
Editores aprovaram nota em encontro realizado no dia 28/7
 

O Fórum de Editores de Revistas de Saúde Coletiva debateu os critérios exigidos pelo SciELO no processo de internacionalização das publicações científicas, durante as atividades que antecederam o 11º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva – Abrascão 2015. O documento reforça considerações lançadas na Carta de São Paulo, de dezembro de 2014, quando apontavam como equivocadas as diretrizes que, ao final, aumentam os custos editoriais, favorecem as publicações já consolidadas em detrimento das mais recentes, e desvalorizam a língua portuguesa e a cooperação Sul – Sul. Ao final, trata da manutenção do diálogo com os responsáveis pela plataforma, como na reunião realizada em março deste ano, com o objetivo de fortalecer a produção científica brasileira.

Estiveram presentes as seguintes publicações e seus representantes:

  • Cadernos de Saúde Pública (Fiocruz) - Claudia Coeli
  • Ciência & Saúde Coletiva - Maria Cecília Minayo
  • Revista Brasileira de Epidemiologia (RBE) - Marcia Furquim
  • Saúde em Debate - Heleno Corrêa Filho
  • Revista da Saúde Pública - Sergio Baxter
  • Epidemiologia e Serviços de Saúde - Leila Posenato Garcia
  • Revista Trabalho, Educação e  Saúde (Fiocruz) - Angélica Ferreira Fonseca
  • Interface - Saúde, Educação e Comunicação - Antônio Pithon Cyrino
  • Physis - Kenneth Camargo


Confira a nota na íntegra: acesse aqui o documento em PDF.

Este portal é regido pela Política de Acesso Aberto ao Conhecimento, que busca garantir à sociedade o acesso gratuito, público e aberto ao conteúdo integral de toda obra intelectual produzida pela Fiocruz.